A lua cheia em fevereiro



“A Lua – através de suas faces – reflete as mesmas flutuações que acontecem no corpo e na psique humana. Ao longo de nossas vidas, experimentamos a alternância entre começo e fim, criação e dissolução, luz e sombra, consciente e inconsciente.”

Consciência

A internet tem nos possibilitado acessar um número cada vez maior de informações a respeito de práticas que há séculos vem sendo utilizadas pela humanidade de conexão espiritual. Em muito evoluímos nessas práticas, mas percebo ainda uma necessidade de voltarmos a um ritmo que, principalmente em grandes cidades, abandonamos completamente: o ritmo ditado pela Natureza.

Com o avanço da tecnologia e a velocidade do acesso a qualquer coisa (programas, produtos e pessoas) não temos mais tido a sensibilidade para perceber que toda evolução duradoura e transformadora ocorre com o tempo. Não temos mais paciência e queremos resultados rápidos para ações de curto prazo.

A lua cheia

Falar sobre a lua cheia e sobre o eclipse que iremos passar agora é chamar a atenção para algo simples e natural: tudo precisa de tempo para acontecer.

A lua alcança seu maior tamanho agora após um ciclo em que ela foi minguando, até se tornar negra, para finalmente “renascer” como a lua nova e crescer até a lua cheia. E acredito ser importante retomar o conhecimento dos antigos sobre a energia que ela emana em cada uma dessas fases porque estamos todos conectados em uma rede de energia (que foi muito bem compreendida por mestres famosos - e outros não tão famosos assim), formando uma grande família.

Além disso, a energia da lua tem uma forte associação com a força feminina. Para os xamãs, a lua é nossa avó e o sol nosso avô. O céu é o nosso pai e a natureza nossa mãe. É impossível vivermos sem qualquer um deles, portanto, para aqueles que acreditam em uma Energia Maior, não há uma energia mais poderosa do que a outra. Ambas convivem em perfeito equilíbrio, garantindo a saúde do nosso Planeta e, portanto, também a nossa.


Portanto, falar da lua é falar de ensinamentos que estão à disposição para quem quiser enxergar: precisamos ter paciência para alcançarmos o que desejamos. Cada um de nós está passando por uma fase diferente em cada aspecto de nossas vidas – às vezes ela é mais escura e assustadora, outras vezes ela é clara e abundante. Mas assim como as fases da lua, ela passa. E de repente, passamos a viver algo completamente diferente, pois assim evoluímos e avançamos em nossa jornada na Terra.

A lua também nos ensina que a força feminina não precisa entrar em competição com a força masculina. Sol e lua convivem harmoniosamente e a lua, com seu poder de controlar a água no Planeta e os humores, aceita a luz do sol para conseguir brilhar. Acredito que a força da lua é como a força feminina: mística, cuidadora, poderosa e humilde. Ela cuida, cura e transforma.

A energia da lua cheia

A energia da lua cheia é de “realização e manifestação, de colher o que foi plantado, de assumir responsabilidades pelas opções e de expressar sem medo o potencial e o poder pessoal inatos”. A lua cheia favorece também a conexão psíquica, o que faz com os nossos sonhos e meditações tenham um acesso maior ao nosso Eu Superior, portanto, temos maior clareza das mensagens que recebemos intuitivamente.

O eclipse

O eclipse lunar potencializa tudo aquilo que manifestamos no período da lua cheia. E enquanto ele ocorre, podemos nos conectar com essa energia da seguinte forma: “Durante o progresso do escurecimento lunar trabalha-se a desintegração e transmutação das energias negativas, que são substituídas pelas positivas à medida que a escuridão diminui e a luz aumenta. No final do eclipse, podem-se usar oráculos ou realizar meditações para o recebimento de mensagens espirituais ou orientações específicas.”

Portanto, prepara-se para abandonar o que não lhe serve mais e para manifestar o que deseja. Lembrando que, para o Ho’oponopono, tudo que nos ocorre é resultado de memórias que se manifestam (através das situações que vivenciamos) para que sejam purificadas. Portanto, livrar-se do que não nos serve mais é purificar as nossas próprias memórias, focados naquilo que não nos faz bem: velhos hábitos, atitudes mentais, crenças limitantes etc.

Aproveite a energia da lua para purificar e manifestar!

Conheça um ritual para a lua cheia aqui.

Fonte: Círculos sagrados para mulheres contemporâneas de Mirella Faur - Ed. Pensamento.

Eu sinto muito. Me perdoe. Eu te amo. Sou grata.



32 visualizações

E-mail para contato: hooponopono.anjos@gmail.com